ACORDO de cooperação em Defesa com a Suécia é aprovado por Comissão do Senado

Fonte: Agência Senado//

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) do Senado Federal aprovou nesta quinta-feira (6) o acordo assinado pelos governos do Brasil e da Suécia, em 2014, de cooperação na área de Defesa. O texto será analisado agora em caráter de urgência pelo Plenário do Senado. O relator foi o senador José Agripino (DEM-RN), que lembrou que as duas nações já consolidaram fortes laços nesta área desde 2014, após o governo brasileiro adquirir 36 caças Gripen da empresa sueca Saab, em um negócio que atingiu US$ 5,4 bilhões.

.: Leia também: Acordo estratégico entre Brasil e Suécia tem potencial de novos negócios

Um dos objetivos do acordo é priorizar as áreas de pesquisa e desenvolvimento, apoio logístico e aquisição mútua de produtos e serviços. Também menciona compartilhar conhecimentos e experiências das respectivas Forças Armadas, incluindo o uso de equipamento militar. O texto ainda prioriza a promoção conjunta de treinamentos e exercícios na área.

.: Leia também: BRASIL E SUÉCIA avançam em agenda de cooperação aeronáutica

O acordo, que data de 3 de abril de 2014, foi assinado em Estocolmo, Suécia. Ele estabelece como objetivos:

  • promover a cooperação entre as Partes em assuntos relativos à defesa, com ênfase nas áreas de pesquisa e desenvolvimento, de apoio logístico e de aquisição de produtos e serviços de defesa;
  • compartilhar conhecimentos e experiências adquiridas em operações das Forças Armadas, incluindo operações internacionais de manutenção da paz, bem como em uso de equipamento militar nacional e estrangeiro;
  • compartilhar experiências nas áreas de ciência e tecnologia;
  • promover ações conjuntas de treinamento e instrução militar, exercícios militares conjuntos, assim como intercâmbio de informações relacionadas a esses assuntos;
  • colaborar em assuntos relacionados a sistemas e equipamentos no campo da defesa; e
  • cooperar em outras áreas no domínio da defesa que possam ser de interesse comum para ambas as Partes.

 Clique aqui e veja o relatório da  Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) sobre o documento. 

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

Leave A Reply