AERONÁUTICA > Alcântara sedia debate sobre atividades espaciais

Fonte: FAB//

O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) recebe, desde a última segunda-feira (02), a primeira reunião do ano dos membros do Grupo de Interfaces de Lançamento (GIL). Durante uma semana, especialistas da área espacial do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), da Agência Espacial Brasileira (AEB), do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), do Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI) e dos Centros de Lançamento de Alcântara (CLA) e da Barreira do Inferno (CLBI) discutem os próximos passos da atividade espacial no País.

Os principais assuntos em pauta estão relacionados aos futuros lançamentos previstos para os anos de 2017 e 2018, ao programa de microgravidade, e ao andamento dos projetos de veículos lançadores de satélites em desenvolvimento ou em fase de estudos, incluindo o VLM-1 e o VS-50. Também serão tratados os reflexos das obras de infraestrutura, recentemente inauguradas no CLA, nos próximos lançamentos.

A Operação Rio Verde, prevista para acontecer no segundo semestre deste ano, foi uma das questões debatidas na reunião. Durante a campanha, a previsão é de que seja lançado um VSB-30 com a carga útil MICROG-2, que vai levar cinco experimentos científicos de universidades e institutos de pesquisa brasileiros, para serem testados em ambiente de microgravidade – ou seja, onde atuação da força da gravidade é extremamente reduzida.

O Diretor do CLA, Coronel Cláudio Olany Alencar de Oliveira, destacou a importância da reunião desses especialistas. “Esse grupo irá debater e propor adequações que vão nortear as melhorias e os avanços na área espacial brasileira”, disse.

Ao término da atividade do GIL, um relatório final será produzido, com conclusões e sugestões, visando a orientar as ações na área espacial em médio prazo.

 

Leave A Reply