AERONÁUTICA> Conheça as etapas de formação de um piloto de caça da FAB

Fonte: Indústria de Defesa & Segurança//

Até chegar a ser piloto de caça na Força Aérea Brasileira (FAB), o militar precisa passar por um longo processo de treinamento. Ao todo são, no mínimo, oito anos de muito estudo e preparação.

.: Leia também: ORÇAMENTO> FAB enfrenta problemas para modernizar aeronaves

Os primeiros anos da formação operacional de todo piloto da FAB começa na Academia da Força Aérea (AFA) em Pirassununga-SP. Lá, o jovem cadete aviador recebe, durante 4 anos, instrução de voo nas aeronaves T-25 (Treinamento básico) e T-27 (treinamento avançado).

A segunda etapa da formação é na Base Aérea de Natal, RN.  Já como Aspirante Aviador, o piloto segue sua formação nos esquadrões de instrução. No caso dos aspirantes indicados para a aviação de caça, a instrução é ministrada durante 1 ano pelo 2º/5º GAV Esquadrão Joker, que opera o Super Tucano AT-29.

Após formar-se piloto de caça, o oficial aviador é designado para um dos três Esquadrões operacionais que operam a aeronave A-29 (1º/3ºGAV Esquadrão Escorpião, 2º/3ºGAV Esquadrão Grifo, 3º/3ºGAV Esquadrão Flecha). Nessas unidades, os pilotos tornam-se líderes na aviação de caça, processo que dura aproximadamente 2 anos.

Só depois desse longo processo, os pilotos poderão ser designados para a 1ª linha da aviação de caça da FAB, que conta com as aeronaves F-5 e A-1. Nestes esquadrões, os aviadores adestram-se para o cumprimento de missões específicas de cada esquadrão que opera estas aeronaves. No caso dos pilotos de F-5, este adestramento dura cerca de 1 ano.

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS SOBRE PILOTOS DA FAB

 

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

 

Leave A Reply