AMAZUL destina 76% dos novos empregados para projetos da Marinha

A Amazul alocou 76% dos empregados contratados entre janeiro de 2017 e janeiro de 2018 no Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB) e no Programa Nuclear da Marinha (PNM), contribuindo para o avanço dos projetos estratégicos da Força. Dos 186 contratados no período, 54% estão trabalhando no PNM e 22%, no PROSUB. Outros 16 novos empregados estão voltados para os empreendimentos do Reator Multipropósito Brasileiro (RMB) e da Unidade de Testes e Preparação de Equipamentos Críticos e de Treinamentos, da Fábrica de Combustível Nuclear das Indústrias Nucleares do Brasil, em Resende (RJ), dentro do Programa Nuclear Brasileiro (PNB).

.: Leia também: AMAZUL anuncia início do projeto detalhado do Reator Multipropósito

O reforço do quadro de pessoal para o PROSUB e o PNM inclui 24 especialidades: engenheiro naval; engenheiro químico; engenheiro metalúrgico; engenheiro de controle de qualidade; engenheiro de produção; engenheiro mecatrônico; engenheiro civil; engenheiro de telecomunicações; engenheiro de automação e controle; engenheiro de aplicativos em computadores; engenheiro nuclear; engenheiro eletrônico; desenhistas projetistas; tecnólogo; matemático; químico; físico; técnico de segurança do trabalho; técnico de informática; oficial industrial eletricista; operador de processos; técnico em eletrotécnica; analista de desenvolvimento de sistemas e advogado.

Criada em 2013 para promover, desenvolver, transferir e manter tecnologias sensíveis às atividades do PNM, do PROSUB e do PNB, a Amazul conta atualmente com 1.819 empregados. Ainda estão em fase de contratação mais cinco engenheiros que vão trabalhar no empreendimento do RMB e outros 17 empregados que atuarão no PNM. O desafio da empresa é reunir o talento das pessoas para contribuir com a independência tecnológica nuclear brasileira em benefício da sociedade.

Fonte: MB

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

Leave A Reply