Anápolis quer sediar polo da indústria de defesa

Fonte: ID&S//

A cidade de Anápolis está envolvida em um esforço de atrair investidores da defesa para se tornar um polo para a indústria do setor. Segundo o presidente da Associação Comercial e Industrial de Anápolis (ACIA), Anastacios Apóstolos Dagios, a ideia é mostrar para o Ministério da Defesa (MD) que o município é ideal para abrigar um polo da indústria. “Nós ficamos sabendo que o MD tem um projeto de concentrar um polo de defesa aqui no Centro –Oeste para que, futuramente, este polo nacionalize e dê manutenção aos caças Gripen”, explica. De acordo com o MD, a iniciativa não é da pasta e, sim, do governo do estado de Goiás.

.: Leia também: Fábrica de armas dos Emirados Árabes quer abrir unidade em Anápolis

GripenAnápolis, que fica a 130 km de Brasília, é um ponto estratégico para a defesa nacional, já que será a casa dos novos caças da Força Aérea Brasileira (FAB). A cidade também é vizinha a Formosa, que sedia uma base do Exército Brasileiro especializada em mísseis e foguetes, destinada a operar o Astros 2020. De acordo com Dagios, a presença das unidades já demonstra a demanda existente de uma indústria especializada na região.

A iniciativa da ACIA conta com o apoio da ADESG (Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra), Abimde, MD, governo municipal e estadual. O trabalho é fruto do chamado “Pacto por Anápolis”, que reúne representantes das principais entidades de classe do município. De acordo com Dágios, o pacto é fruto de uma análise da crise econômica que assolou o município e gerou uma estagnação grave nos últimos quatro anos. “O resultado das reuniões foi o ‘Pacto por Anápolis’ com soluções pontuais para resolver os problemas apontados em curto e médio prazo; são soluções práticas para que a gente consiga destravar o crescimento da cidade”, conta.

Anápolis será a casa dos novos caças da FAB. (Foto: Divulgação)

Anápolis será a casa dos novos caças da FAB. (Foto: Divulgação)

ESTRATÉGIA PARA ATRAIR INVESTIDORES
Uma das principais iniciativas articulada pela ADESG e a ACIA em vista da implantação do polo na cidade é a criação de um Seminário de Defesa com exposição de equipamentos militares, que será realizado no início do segundo semestre de 2017. Segundo Dágios, o seminário terá o objetivo de “vender” Anápolis.

O delegado da ADESG em Goiás, Gilberto Marinho, conta que o evento vai buscar despertar a atenção dos empresários. “O que nós queremos é, especialmente, (atrair) a parte de informática, guerra eletrônica, defesa cibernética, alimentos desidratados. Tudo isso faz parte do arsenal de defesa”, diz.

POSICIONAMENTO ESTRATÉGICO DE ANÁPOLIS
Anápolis, que fica no chamado Trevo do Brasil, possui três rodovias federais (BR 060, BR 153 e BR 414), a ferrovia Norte-Sul, Base Aérea da FAB, além de um aeroporto de cargas que está em construção. Com isso, Anápolis consolida maior polo logístico da América do Sul. “Nós temos uma potencialidade imensa”, conta Dágios.

Por que investir

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

1 Comentário

Leave A Reply