OA-X: Se avançar, Super Tucano será avaliado em cenário de combate no Oriente Médio

Fonte: Defense News//

A segunda fase do experimento OA-X da Força Aérea dos EUA (USAF) vai testar aeronaves em cenário de guerra no Oriente Médio.  Mais especificamente, aviões podem participar da luta contra o Estado Islâmico (EI) e outros grupos terroristas, disse a secretária da USAF, Heather Wilson, aos jornalistas na quarta-feira. A USAF a não saberá com certeza se irá prosseguir uma demonstração de combate até que o experimento na Holloman Air Force Base seja concluído. Então, o serviço levará os dados coletados e avaliará custo e capacidade de produção do fabricante.

.: Leia também: OA-X: Pilotos da USAF começam a treinar com Super Tucano

“Esses dados destinam-se a informar as decisões estratégicas. Ele também nos dirá se levamos isso para o próximo passo, para o que chamamos de experiência de combate e se alguma dessas aeronaves está preparada para isso”, disse Wilson. “Essa experiência de combate pode ocorrer no início do próximo ano”.

Super Tucano 2

Repórteres dirigiram-se para o Holloman AFB na quarta-feira para ter uma visão das quatro aeronaves participantes da demonstração: o A-29 Super Tucano da Embraer e da Sierra Nevada, a AT-802L Longsword da L3 e Air Tractor e a AT-6 Wolverine e Scorpion jet, ambos pela Textron. Vários oficiais da USAF também visitaram a base para observar o experimento. Participaram representantes de cerca de uma dúzia de militares parceiros internacionais, incluindo membros do Canadá, Austrália, Emirados Árabes Unidos e Paraguai.

 

Embora não haja um verdadeiro vencedor da demonstração do ataque leve, o A-29 Super Tucano e o AT-6 Wolverine já parecem estar um passo à frente das outras opções em termos de passar para a próxima fase. Ambas as aeronaves foram classificadas como “tier one” pelo serviço para o propósito do experimento, o que significa que eles atendem a todos os objetivos da Força Aérea, que incluem a capacidade de decolar de campos não melhorados e ter um assento de ejeção. Caso a USAF decida pressionar com uma demonstração de combate, provavelmente continuará avaliando esses dois aviões, disse Bunch. 

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

Leave A Reply