BRASIL amplia a presença no mercado global de Defesa e Segurança

Fonte: Conteúdo Empresarial//

Com público qualificado em 37.100 visitantes e a presença de 183 delegações oficiais de 81 países a 11ª edição da LAAD Defence & Security supera as edições anteriores. De 4 e 7 de abril, a maior e mais importante feira de defesa e segurança da América Latina reuniu, no Riocentro (Rio de Janeiro) produtos e soluções de 450 marcas expositoras de 36 países, consolidando o papel estratégico da feira no mercado global de defesa e de segurança. Este ano, mais de 2 mil reuniões foram realizadas entre as delegações oficiais e os expositores. “Tivemos um feedback positivo dos expositores a respeito do programa de delegações oficiais, que foi muito bem sucedido. A feira também foi um sucesso de público”, celebrou Sergio Jardim, diretor geral da Clarion Events Brasil, organizadora da LAAD.

.: Leia também: LAAD 2017: Encontros bilaterais reúnem delegações de mais de 80 países

Outro destaque do evento foram os encontros dos principais colegiados de Segurança Pública do país que reuniram, nos quatro dias de evento 442 autoridades – Secretários Estaduais de Segurança Pública, comandantes gerais de Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, Chefes de Polícia Civil, dirigentes de Órgãos de Perícia Criminal, entre outros – de todos os estados brasileiros. Em visita à LAAD Defence & Security, o presidente da República Michel Temer ressaltou a importância da indústria nacional da Defesa no processo de retomada da economia do país. “Encontrei aqui uma indústria pujante que representa a reconquista da confiança no crescimento e reafirma o potencial do Brasil para exportar produtos e soluções neste segmento de alta tecnologia que é a Defesa” afirmou.

Também presente ao evento, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, deixou uma mensagem otimista: “O país começa a crescer e prevemos resultados positivos neste primeiro trimestre e um aumento de 30% nos investimentos nos próximos trimestres. Isso é reflexo do ambicioso projeto de investimentos em infraestrutura empenhado pelo governo. O segmento de Defesa colabora com este processo, pois é gerador de tecnologia e oferece salários superiores à média nacional, que impactam na economia”.

Um exemplo da importância do segmento para a economia nacional é a linha internacional de financiamento para países que tenham interesse em comprar produtos e soluções da indústria nacional de defesa anunciada durante LAAD 2017. “Nosso objetivo é consolidar uma política de estado para fortalecer a base industrial do segmento. Precisamos ousar e buscar novos mercados para gerar empregos”, salientou o ministro da Defesa, Raul Jungmann. Segundo ele, a indústria da Defesa e Segurança representa, atualmente, 3,7 % do PIB, movimentando cerca de R$ 200 bilhões anualmente, e gera 30 mil empregos diretos e 120 mil indiretos no Brasil. O Ministério da Defesa, juntamente com a três Forças Armadas – Marinha, Exército e Força Aérea -, são apoiadores oficias do evento.

A expressiva presença de delegações internacionais foi destaque da LAAD Defence & Security 2017. A Embraer Defesa e Segurança, principal patrocinadora do evento, por exemplo, recebeu mais de 50 delegações oficiais durante a feira, principalmente para conhecer o projeto do cargueiro KC-390. “A LAAD é um excelente encontro porque permite a aproximação entre as empresas e grupos internacionais interessados nas nossas soluções. O resultado é sempre muito bom e torna ainda mais respeitada a indústria brasileira”, observou o CEO da empresa, Jackson Schneider.

As empresas internacionais também comemoraram o sucesso da feira. “A LAAD é um evento muito importante em nosso calendário e estamos orgulhosos por marcar presença em mais uma edição da feira. A América Latina é uma região prioritária para a Thales, e contribui com o crescimento mundial da empresa. Nós temos altas expectativas para a região, expandindo nosso portfólio de produtos através de parcerias chave e produzindo localmente, para atender com excelência nossos clientes nos mercados domésticos e de exportação”, observou Ruben Lazo, vice-presidente da Thales América Latina.

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

 

Leave A Reply