BRASIL é convidado para outras 10 missões de paz, diz Jungmann

Fonte: Com inf. de Estadão//

Ainda nem saiu completamente do Haiti e o Brasil já foi convidado para pelo menos outras dez missões de paz da ONU, disse na última quinta (31 de agosto) o ministro da Defesa, Raul Jungmann. De acordo com ele, a República Centro-Africana é o destino mais estudado. “Há um pedido, temos fortíssima relação com a Africa e precisamos manter o nível de treinamento que alcançamos na missão do Haiti”, disse, como justificativas para o envio de tropas. Questionado sobre o período de crise vivido pelo País, respondeu com uma pergunta: “Será que vamos parar tudo porque vivemos uma crise?”.

.: Leia também: HAITI: Missão brasileira será encerrada nesta quinta-feira

O ministro também comentou a possibilidade dos militares prestarem ainda um último socorro ao país caribenho, caso o furacão Irma, que está ganhando força no Oceano Atlântico, atinja mesmo o Haiti na próxima semana. “Nós temos a disposição de sempre ajudar o Haiti”, declarou. A decisão ficará a cargo do governo federal e do Congresso.

Os militares brasileiros atuaram por 13 anos no Haiti. Desde sua implementação, a MINUSTAH tem seu braço militar sob o comando do Brasil no trabalho para colocar fim à violência e à instabilidade política no Haiti. No total, 37.500 militares brasileiros — sendo 213 mulheres — atuaram no Haiti, possibilitando que o país testasse equipamentos militares em condições operacionais reais, uma experiência concreta para toda uma geração de soldados. Além do contingente brasileiro, integraram a MINUSTAH 550 militares de Japão, Chile, Nepal, Jordânia, Uruguai, Paraguai, Coreia do Sul, Sri Lanka, Argentina, Bolívia, Guatemala, Peru, Filipinas e Equador. Canadá, Estados Unidos e França prestaram apoio estrutural.

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

Leave A Reply