BRASIL E EUA: Empresários americanos visitam Base de Lançamento de Alcântara

Em um esforço de garantir o uso compartilhado do Centro de Lançamento de Alcântara, o Ministério da Defesa (MD) recebeu uma comitiva de empresários do setor aeroespacial norte-americano na semana passada. No centro da pauta, estava a aprovação do Acordo de Salva-Guardas com os Estados Unidos e parcerias entre as indústrias de defesa dos dois países.

.: Leia também: BRASIL se aproxima dos EUA para fortalecer indústria de defesa

Presente no encontro, o diretor-presidente do Instituto de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Irice), embaixador Rubens Barbosa, declarou que a retomada do uso do Centro de Lançamento de Alcântara é significativo para o País. Os norte-americanos têm grande expectativa na oportunidade de negócios entre o Brasil e os Estados Unidos e disseram que o mercado aeroespacial deve crescer muito nos próximos anos. “Estamos procurando no mundo locais mais apropriados para lançamentos, principalmente, na órbita equatorial“, afirmou um dos empresários.

.: Leia também: RUBENS Barbosa vê pontos positivos na reaproximação Brasil e EUA na Defesa

Sob a liderança da presidente da Boeing para América Latina, Donna Hrinak, os empresários americanos se encontraram com o ministro Raul Jungmann em Brasília. De acordo com o MD, os empresários visitaram na quarta-feira (13) a cidade São José dos Campos (SP) e ficaram impressionados com os avanços do setor aeroespacial brasileiro. E na sexta-feira (15), eles conheceram as instalações do Centro de Lançamento de Alcântara, no Maranhão.

O chefe de Assuntos Estratégicos do MD, brigadeiro Alvani Adão da Silva, relatou que está sendo elaborada uma nova governança na área espacial para “tornar o setor um programa de Estado“.

APROXIMAÇÃO COM OS ESTADOS UNIDOS
Na semana passada, Jungmann se reuniu com o secretário de Defesa dos Estados Unidos, James Mattis, durante visita à Jordânia. De acordo com Jungmann, o secretário americano se mostrou muito receptivo a ajudar nas negociações entre Brasil e EUA. Em novembro, o ministro também cumpriu uma agenda oficial nos Estados Unidos, que incluiu encontros com empresários e onde foram discutidos temas de defesa.

Com inf. de MD

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

Leave A Reply