BRASIL é excluído de pedido de informação da Finlândia para compra de equipamentos para caça HX

Fonte: ID&S com inf. de Janes//

Como parte do programa finlandês, denominado HX, de substituição dos caças F/A 18, o Comando de Logística das Forças de Defesa da Finlândia (FDF) emitiu um pedido preliminar de informação (RFI – sigla em inglês) nesta segunda-feira, 27 de março, sobre armas e equipamentos para o futuro caça. O pedido foi enviado aos governos da França, Alemanha, Israel, Noruega, Suécia, Reino Unido e Estados Unidos. O Brasil, no entanto, foi excluído do pedido apesar de ter comprado, através de um acordo de transferência de tecnologia, o Gripen NG – um dos principais concorrentes no programa HX. O projeto do novo caça brasileiro vai desenvolver a indústria nacional de defesa, que terá condições de atender ao programa finlandês.

.: Leia também: Gripen leva Brasil ao primeiro mundo

O documento preliminar será seguido de outro mais detalhado, que deverá ser enviado em agosto ou setembro. O objetivo do comando finlandês é estabelecer as opções de armas e equipamentos oferecidos pelos candidatos ao projeto HX (Rafale, Eurofighter Typhoon, F-35 e JAS Gripen). Para poder comparar capacidades, também serão coletadas informações sobre preços, disponibilidade, custos de ciclo de vida e integração em diferentes modelos de caça.

.: Leia também: Fábrica do Gripen é inaugurada em Gavião Peixoto, SP

As negociações para a obtenção de armas e equipamentos estão programadas para ocorrerem ao lado das negociações para a aquisição de caças. O prazo para respostas às RFIs preliminares é em meados de junho. Segundo o governo finlandês, o programa HX Fighter demorará cerca de 15 anos para ser concluído. “As decisões sobre a apresentação de pedidos de informações e de concursos serão feitas durante o período parlamentar de 2015-2019, enquanto que a decisão real de aquisição terá de ser tomada no início da década de 2020”.

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

Leave A Reply