FORÇAS ARMADAS: Brasília recebe maior evento brasileiro de defesa cibernética e guerra eletrônica

A Brazil Cyber Defence é um evento inédito que busca promover o debate dos assuntos de Defesa e Segurança entre as Forças Armadas e de Segurança Pública, setores da indústria, meio acadêmico, instituições públicas e privadas, e governo, com foco na sensibilização da sociedade e da administração pública sobre a importância da Ciberdefesa, da Cibersegurança, das Comunicações e da Guerra Eletrônica.

.: Leia também: CNI defende lançamento de negociação de acordo de livre comércio entre Mercosul e Irã

A ser realizado de 23 a 26 de abril, no Centro Internacional de Convenções do Brasil, em Brasília (DF), o evento oferece a oportunidade de participação em fóruns de discussão em que estão presentes especialistas de renome nacional e internacional, competições de segurança da informação (Capture the Flag), workshops e reúne provedores de soluções do Brasil e do exterior que expõe seus mais recentes produtos, soluções e tecnologias.

Contando com o apoio institucional da Abimde, a Brazil Cyber Defence, além de gerar negócios, tem por objetivo sensibilizar a sociedade brasileira e a administração pública do País sobre a importância da defesa e segurança cibernética, das comunicações e da guerra eletrônica.

Em relação à internet e ao ciberespaço, o Brasil é um mercado particular, diferente do que em qualquer outro lugar do mundo. Primeiro por conta do seu tamanho continental e da quantidade de pessoas conectadas à internet. E segundo, pela falta de conscientização da importância da cibersegurança por parte do governo, empresas e do usuário final. Recente relatório sobre economia digital divulgado pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD) colocou o Brasil em quarto lugar no ranking mundial de usuários de internet, com 120 milhões de pessoas conectadas.

O aumento crescente das ameaças cibernéticas e a existência de vulnerabilidades nas redes e nos sistemas de informação exigem ações para resguardar a capacidade nacional e de outras estruturas de governo frente a possíveis ações cibernéticas hostis, bem como para reduzir os seus efeitos. Além de comprometer a infraestrutura de tecnologia da informação e comunicações, as ameaças cibernéticas podem comprometer os ativos de informações governamentais críticas e das estruturas estratégicas críticas, afetando diretamente a Segurança Nacional.

Apesar dos investimentos que vêm sendo realizados, o Brasil possui vulnerabilidades nas redes e nos seus sistemas de informação. Além disso, o País não dispõe de uma indústria de equipamentos eletrônicos e de telecomunicações que possam substituir a grande parte de componentes importados para suas redes internas, considerados críticos para assegurar a disponibilidade, confidencialidade, autenticidade e integridade das suas comunicações internas.

A Brazil Cyber Defence reúne expositores e visitantes em um espaço para eventos considerado como um dos melhores do Brasil e oferece aos participantes a possibilidade de participar de discussões e interações com grandes empresas e instituições, usuários, especialistas, startups, setores da Academia e renomados palestrantes nacionais e internacionais que estarão compartilhando experiências e trocando conhecimentos.

SERVIÇO
Brazil Cyber Defence
De 23 abril a 26 abril
Centro Internacional de Convenções do Brasil
Brasília – Brasil

Fonte: Brazil Cyber Defence

Newsletter

 

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

Leave A Reply