Colômbia e Brasil articulam segurança nas fronteiras

Fonte: ID&S com inf. de G1 e A Critica//

“É impossível resolver os problemas transfronteiriços sem contar com o apoio e cooperação dos países vizinhos”, disse o ministro da Defesa, Raul Jungmann, após encontro com o ministro colombiano Luiz Carlos Villegas nesta terça-feira, 31. O encontro de Jungmann com Villegas é o primeiro de uma rodada de conversas bilaterais sobre defesa com os países da América do Sul, com o intuito de ampliar a cooperação no combate aos problemas que ocorrem nas fronteiras, principalmente o tráfico de drogas. “O que estamos fazendo com a Colômbia é um trabalho de alto nível que vai surtir efeito nas pontas. No que diz respeito a efetivo. É impossível resolver os problemas nas fronteiras sem a cooperação dos países vizinhos”.

.: Leia também: Só 4% das fronteiras são monitoradas pelo Sisfron

Com 16.866 quilômetros de fronteiras, o Brasil possui um desafio grande para garantir a defesa da região e impedir o fluxo de drogas e armas. Segundo Jungmann, cerca 35 mil militares trabalham nas fronteiras em todo o Brasil. Só a Marinha possui cerca de 2.800 homens atuando na região Amazônica.

.: Leia também: Delegado carioca vê polícia despreparada para guerra entre facções criminosas
(Foto: Aguilar Abecassis)

(Foto: Aguilar Abecassis)

“Na Amazônia temos 5 navios de patrulha fluvial, 4 navios de assistência hospitalar, que também conta com a presença do Estado, 3 navios hidroceanográficos fluviais, mais de 170 embarcações em toda a Amazônia. O efetivo do 9° Distrito Naval por toda a Amazônia é de cerca de 2.800 homens. Temos mais 5 aeronaves esquilo monoturbina que fazem o apoio, reconhecimento e interceptação em toda essa área de 2 milhões e 300 quilômetros quadrados”, disse o comandante do 9° Distrito Naval da Marinha do Brasil, vice-almirante Luís Antônio Rodrigues Hecht.

O ministro informou ainda que equipamentos utilizados na operação de segurança para as Olimpíadas estão sendo empregados nas operações das Forças Armadas nos presídios do Norte do País. “Colocamos o que temos de melhor em tecnologia para essa varredura”, disse.

 

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

Leave A Reply