COREIA DO NORTE lança novo míssil sobre o Japão; ONU condena

Fonte: DW//

A Coreia do Norte disparou um novo míssil na noite desta quinta-feira (14) – manhã de sexta em Pyongyang –, segundo comunicaram autoridades da Coreia do Sul e do Japão. O projétil foi lançado pouco antes das 7h (hora local) dos arredores da capital norte-coreana em direção ao leste. Segundo o governo japonês, o míssil chegou a sobrevoar o norte do Japão, levando o país a entrar em alerta vermelho.

.: Leia também: COREIA DO SUL faz seu primeiro teste com um míssil Taurus

Autoridades militares sul-coreanas estimam que o projétil, ainda não identificado, tenha alcançado uma altitude máxima de 770 quilômetros e percorrido uma distância de 3.700 quilômetros – o suficiente para atingir o território americano de Guam, no Pacífico Ocidental, por exemplo. De acordo com o governo em Tóquio, o míssil caiu no Oceano Pacífico a cerca de 2 mil quilômetros a leste do cabo de Erimo, que fica na ilha de Hokkaido, no norte japonês. Não foi detectada qualquer colisão com barcos ou aviões na região.

O Japão rechaçou o novo lançamento nesta quinta-feira, afirmando que o país “condena essas ações com as palavras mais duras”. “Não podemos tolerar que se repitam essas provocações excessivas da Coreia do Norte”, afirmou o porta-voz do governo japonês Yoshihide Suga. O funcionário acrescentou que o Japão abordará o assunto com os Estados Unidos e a Coreia do Sul no Conselho de Segurança das Nações Unidas, a fim de preparar uma resposta adequada a Pyongyang.

Em reação ao disparo, o governo sul-coreano convocou uma reunião do Conselho Nacional de Segurança, e as tropas do país realizaram um teste com um míssil balístico no Mar do Japão, afirmaram agências de notícias internacionais. Há pouco mais de duas semanas, a Coreia do Norte já havia lançado um míssil em direção ao leste. O projétil também sobrevoou o território do Japão e caiu nas águas do Oceano Pacífico, sem deixar vítimas.

O lançamento desta quinta-feira ocorreu poucos dias após o Conselho de Segurança da ONU aprovar novas sanções à Coreia do Norte, incluindo a proibição das exportações de têxteis e a limitação de remessas de produtos petrolíferos. O novo pacote de restrições, aprovado por unanimidade na segunda-feira passada (11), foi uma resposta ao mais recente teste nuclear conduzido pelo regime de Kim Jong-un no início deste mês – Pyongyang afirmou se tratar de uma bomba de hidrogênio compacta o suficiente para ser instalada num míssil balístico intercontinental.

ONU
O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, qualificou nesta sexta-feira (15) como “manifesta violação” das resoluções do Conselho de Segurança o novo teste balístico feito pela Coreia do Norte. A informação é da Agência EFE. Por meio do seu porta-voz, Guterres condenou o lançamento e pediu aos líderes do regime norte-coreano que parem com essas práticas. “Esta manifesta violação das resoluções do Conselho de Segurança se produz dias depois que a Coreia do Norte fez seu sexto teste nuclear”, lembra o comunicado. Na nota, Guterres faz um apelo ao regime de Pyongyang para que aceite “o reatamento de um diálogo sincero sobre a desnuclearização” na região.

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

Leave A Reply