CRISE> Depois da Embraer, Avibras faz acordo para demissão de funcionários

Fonte: Indústria de Defesa & Segurança//

Depois da Embraer anunciar um Plano de Demissões Voluntárias (PDV), agora foi a vez da Avibras. Segundo o sindicato dos metalúrgicos, a empresa pretendia demitir 280 funcionários, mas, depois da greve dos operários da fábrica de Jacareí, SP, a Avibras  concordou em reduzir o número para 117, podendo chegar ao máximo de 137. As atividades da unidade foram normalizadas na última segunda-feira, 5.

.: Leia também: CONJUNTURA> Embraer abre plano de demissão voluntária para economizar US$ 200 milhões

Segundo a empresa, a demissão deve-se a à redução de contratos. “A readequação de pessoal foi necessária em função da redução no ritmo dos contratos firmados. A companhia espera voltar a crescer e assegura aos funcionários desligados o direito de preferência em futuras contratações”, explicou a Avibras em nota.

“A empresa reafirma que a readequação de pessoal foi necessária em função da redução no ritmo dos contratos firmados. O modelo de negócios da empresa é peculiar. A companhia trabalha com contratos de desenvolvimento para as Forças Armadas, bem como contratos de encomenda de produtos com quantidades e prazos determinados para toda a sua base de clientes”.

A Avibras possui cerca de 1.900 trabalhadores e produz armamentos bélicos, principalmente sistemas de defesa, como mísseis, foguetes e veículos lançadores.

 

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

 

 

Leave A Reply