DEFESA> Jungmann quer criar guarda especial comandada pelas Forças Armadas

Fonte: G1//

O ministro da Defesa, Raul Jungamn, defendeu a criação de uma guarda especial e permanente comandada pelas Forças Armadas, na segunda-feira 12. Jungmann falou com a imprensa logo após uma reunião a portas fechadas em que foi atualizado sobre o andamento da atuação das tropas nacionais no Grande Recife, durante a operação padrão da Polícia Militar do estado. A guarda seria um complemento dos serviços feitos por Marinha, Exército e Aeronáutica atualmente. “Seria interessante contar com essa guarda, que estaria sob o comando das Forças Armadas. Ela estaria capacitada e treinada para atuar nesses casos especiais”, pontuou.

.: Leia também: SEGURANÇA> Forças Armadas enviam 3.500 militares para segurança no Recife

Questionado sobre ser a mesma função já empregada pela Força Nacional, Jungmann alegou que ela não seria modular, mas permanente e a espera para trabalhar. “A Força Nacional depende de uma mobilização de militares em toda a nação. Ela é modular. O que venho propor é que tenhamos um efetivo permanente”, detalhou. Contudo, o ministro fez questão de ressaltar, em diversos momentos, que essa é uma proposta de sua autoria, sem relação com a Presidência da República. “É uma ideia minha, para diferenciar que não é uma realidade de governo”, salientou.

Durante a entrevista, ele ainda apontou uma possível atuação da Polícia Civil como Polícia Militar. Entretanto, isso só ocorreria em um caso extremo. “Se necessário, colocaremos a própria Polícia Civil em atividades de policiamento militar. Porém, segundo avaliação, a situação está a caminho da normalidade e muito em breve”, destacou.

OPERAÇÃO LEÃO DO NORTE

O presidente Michel Temer autorizou o emprego das Forças Armadas “para a garantia da lei e da ordem na Região Metropolitana do município do Recife, Estado de Pernambuco do dia 9 de dezembro de 2016 até o dia 19 de dezembro de 2016″. A autorização foi publicada no Diário Oficial da União da sexta-feira (9). Ao todo, 3.500 militares das Forças Armadas já atuam nas ruas do Grande Recife. Denominada “Operação Leão do Norte”, eles realizam atividades de competência da Polícia Militar. O custo da operação é superior a R$ 2 milhões.

 

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

Leave A Reply