DRONES para investigação na FAB

O uso do drone para fins de investigação aeronáutica é uma forma de melhorar e acelerar o processo de reconstituição dos acidentes. O Sistema de Análise e Reconstituição de Acidentes Aeronáuticos (SARAA-3D) é uma das ferramentas usadas pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) com a finalidade de facilitar a reconstituição,  em três dimensões, de acidentes aeronáuticos.

.: Leia também: FAB reformula sistema de regulamentação de drones

O SARAA desenvolve malhas de realidade precisas por meio de software, produzindo modelos 3D a partir das fotos registradas em uma câmera acoplada ao drone, resultando em precisão geométrica da área analisada.

O Chefe da assessoria internacional do CENIPA, Tenente- Coronel Aviador Cesar de Medeiros Silva Júnior, conta que os dados registrados pelo SARAA trazem mais detalhes e agilidade na análise da investigação: “O uso do sistema com o drone melhora a qualidade das imagens, disponibilizando uma riqueza de detalhes nas fotos, deixando o processo de investigação mais fidedigno”, detalha.

O uso do drone pelo SARAA- 3D é relevante, pois a aeronave pode sobrevoar locais de difícil acesso, contribuindo para o mapeamento geográfico da área e para a localização de destroços, etapa essencial no trabalho de investigação. Em setembro de 2017, o CENIPA firmou um  cordo com o DECEA que autoriza o uso do drone em área de aeroportos, quando necessário o uso da Aeronave  Remotamente Pilotada (ARP), para investigações de acidentes aeronáuticos.

Fonte: FAB

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

Leave A Reply