EMBRAER apresenta balanço do segmento de Defesa & Segurança em 2016

Fonte: Indústria de Defesa & Segurança (ID&S)//

A Embraer Defesa & Segurança fechou o ano com receita líquida de R$ 3,2 bilhões e com US$ 4,5 bilhões em sua carteira de pedidos firmes. O segmento correspondeu a 15% da receita líquida da Embraer em 2016, de R$ 21,4 bilhões. Os dados divulgados pela empresa na última quinta-feira, 9 de março, detalharam os avanços dos projetos do setor de Defesa que a empresa participa.

.: Leia também: EMBRAER: KC-390 viaja para o Chile para nova fase de testes

Embraer

KC-390
O KC-390 fez a sua estreia mundial em julho no Farnborough Airshow, na Inglaterra, onde o primeiro protótipo realizou voos de demonstração com parceiros do programa e potenciais clientes. Durante o evento, Embraer e Boeing assinaram acordo de parceria para o KC-390, por meio do qual as empresas explorarão novas oportunidades de negócios, sendo a Embraer responsável pela comercialização das aeronaves e a Boeing responsável em prover suporte e serviços aos clientes. A campanha de certificação da aeronave avançou de acordo com o planejado. Em maio de 2016, o segundo protótipo do KC-390 juntou-se aos ensaios em voo visando sua certificação até o final de 2017, com as primeiras entregas previstas para o primeiro semestre de 2018.

PROJETO F-X2
Pelo projeto F-X2 da FAB, foi inaugurado em novembro o Centro de Projetos e Desenvolvimento do Gripen (Gripen Design Development Network – GDDN) em Gavião Peixoto, estado de São Paulo. O GDDN será o centro de desenvolvimento tecnológico do Gripen NG no Brasil para a Saab, a Embraer e as empresas e instituições brasileiras parceiras.

SATÉLITE GEOESTACIONÁRIO
O programa do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicação (SGDC), cuja integração está sob responsabilidade da Visiona Tecnologia Espacial, progrediu de acordo com o planejado. Em dezembro de 2016, após uma série de testes, o satélite foi aprovado e posteriormente enviado para a base de lançamento em Kourou, na Guiana Francesa, de onde será colocado em órbita possivelmente ainda em março de 2017. Adicionalmente, os equipamentos dos centros de controle em solo foram instalados, testados e aprovados.

SUPER TUCANO
No cenário internacional, a Embraer Defesa & Segurança finalizou a entrega do primeiro lote de 20 aeronaves A-29 Super Tucano para o Programa de Apoio Aéreo Leve (LAS – Light Air Support) da Força Aérea dos Estados Unidos. Dando continuidade às atividades na planta da Empresa em Jacksonville, Flórida (EUA), iniciou-se a montagem das primeiras aeronaves adquiridas pela República do Líbano, sendo que, até o final do ano, dos seis Super Tucanos contratados, três foram entregues. No ano, a Embraer Defesa & Segurança entregou 13 Super Tucanos e sua carteira de pedidos firmes atingiu cerca de 230 aeronaves para 13 Forças Aéreas.

ATECH
Em 2016, a Atech Negócios em Tecnologia, empresa do grupo Embraer, avançou em diversas frentes, conquistou mercado e atingiu expressivos resultados, tais como: contratação dos principais fornecedores do programa LABGENE (Laboratório de Geração de Energia Nucleoelétrica, da Marinha do Brasil); atualização de cinco centros de controle de tráfego aéreo no Brasil, totalizando nove centros já modernizados de um total de 24; atualização e implementação do sistema de gestão de fluxo aéreo (SIGMA) no Brasil, que contribuiu para a segurança e melhor gestão do fluxo aéreo durante os grandes eventos esportivos realizados no País; conclusão da primeira fase de implementação do sistema de gestão de fluxo de tráfego aéreo (SkyFlow) na Índia; conclusão do desenvolvimento do novo sistema de comando e controle da FAB (SPA-C2) e do sistema avançado de treinamento de controladores de trafego aéreo (PLATAO), entre outros.

SAVIS TECNOLOGIA E SISTEMAS
A Savis Tecnologia e Sistemas, empresa de integração de sistemas dedicados à proteção de fronteiras e de estruturas estratégicas e a Bradar Indústria, empresa especializada em sensores e sistemas eletrônicos tais como radares de vigilância terrestre, de controle e defesa de espaço aéreo, formaram em 2012 o Consórcio Tepro, contratado pelo Exército Brasileiro para execução da integração e implantação do Projeto Sisfron (Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras) e que, em 2016, avançou pelo quarto ano de sua implantação. As integrações do sistema pela Savis e o desenvolvimento tecnológico de sensores pela Bradar apoiaram a evolução da implementação do Sisfron, elevando os níveis de prontidão e de consciência situacional na fronteira do Comando Militar do Oeste, provando com sucesso vários conceitos previstos na fase piloto do projeto, necessários para futuras evoluções e expansões. Em 2016, a Embraer Defesa & Segurança anunciou a consolidação das operações da Savis e da Bradar tendo como objetivo aumentar a geração de valor para seus stakeholders, dadas as suas complementariedades.

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

Leave A Reply