FAB cede área para construção do museu aeroespacial no Campo de Marte

Fonte: Portal Brasil e FAB//

O presidente Michel Temer assinou na segunda (7) um protocolo de intenções para ceder parte da área do Campo de Marte, zona norte paulistana, à prefeitura de São Paulo. No terreno, de pouco mais de 400 mil m², será criado um parque e instalado o Museu Aeroespacial Santos Dumont. A instituição terá um acervo composto por peças da Aeronáutica e da companhia aérea Latam, que vai transferir o material de que dispõe em um espaço semelhante em São Carlos, no interior paulista.

.: Leia também: FAB disponibiliza acesso digital a material de suas Bibliotecas

O acordo faz parte de um processo para acabar com a disputa judicial envolvendo a área, que, segundo o prefeito João Doria, dura 60 anos. Depois de encerradas as pendências na Justiça, a Aeronáutica deverá tomar posse de todo o restante de área, cerca de 170 mil m², onde atualmente funcionam hangares e um aeroporto.

MUSEU AEROESPACIAL
A expectativa é de que o parque possa ser utilizado para atividades esportivas, culturais e de recreação, além de receber a visita de moradores e turistas. Com cerca de 30 mil metros quadrados, o Museu “Santos Dumont” deverá contar com um grande acervo de aviões, fotos, publicações e relíquias da história da indústria e de personagens da aviação brasileira.

O projeto estava há três anos sendo analisado pela Aeronáutica. O Comandante do Quarto Comando Aéreo Regional (IV COMAR), Major-Brigadeiro do Ar, Luis Roberto do Carmo Lourenço, disse que essa será mais uma opção de cultura, lazer e esporte. “Essa é uma conquista tanto para a sociedade paulistana quanto para os turistas”. A partir da assinatura do protocolo em, no máximo, 90 dias, haverá a formalização do termo de concessão da área e o lançamento das pedras fundamentais do parque e do museu.

CAMPO DE MARTE
A localização do Campo de Marte é uma das maiores apostas para o sucesso do novo museu. Vizinho ao parque Anhembi, local que recebe mais de 30% das principais feiras e eventos de negócios do Brasil, o novo museu estará a dois quilômetros de uma estação de metrô e do terminal rodoviário do Tietê. O Museu ficará próximo à Marginal Tietê e à Avenida Santos Dumont, vias que ligam as zonas Leste e Oeste, e Norte e Sul da capital paulista. São 24 quilômetros até o Aeroporto Internacional de Guarulhos e 16 até o de Congonhas.

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

 

Leave A Reply