FAB> Gripen é destaque na feira da indústria de Defesa

Fonte: FAB//

A Força Aérea Brasileira (FAB) será uma das mais de 80 organizações e empresas expositoras na 4ª Mostra BID Brasil, da Base Industrial de Defesa brasileira. A FAB irá levar para a mostra – além de foguetes, softwares e satélites – os projetos do novo caça Gripen NG; do novo cargueiro KC-390 e do novo armamento, o míssil A-DARTER.

.: Leia também: FAB> Comandante da Aeronáutica quer criar duas estatais

Segundo um dos responsáveis pela participação da FAB na BID Brasil, Major Marco Antônio Aidar Ribeiro, os projetos que serão apresentados estão movimentando a Base Industrial de Defesa e se encontram em fase final para serem colocados no mercado. Alguns deles, como o foguete VS-40M, já são comercializados internacionalmente.

kc390-fabO Major Ribeiro relembra que a BID nasceu com o apoio das Forças Armadas e, inclusive, as duas primeiras edições da feira aconteceram nas dependências da Base Aérea de Brasília. “As Forças Armadas estão trabalhando para que o Brasil deixe de ser mero comprador, para se tornar produtor de tecnologia, alavancando a indústria nacional. E essa tecnologia não fica restrita aos produtos de defesa, mas transborda para outros setores. Isso é compromisso com o desenvolvimento do País”, afirma.

No estande da FAB, os visitantes poderão conhecer a maquete em tamanho real do futuro caça brasileiro, o Gripen NG, que está sendo desenvolvido pela sueca SAAB com o envolvimento de seis empresas nacionais. Atualmente, 90 engenheiros brasileiros estão na Suécia para o processo de transferência de tecnologia. Das 36 unidades encomendadas pela Força, 15 serão fabricadas em solo brasileiro. Além da maquete do Gripen, estarão disponíveis oito totens touchscreen onde os visitantes poderão consultar informações sobre todos os projetos expostos e visualizá-los em 3D.

Segundo o Coronel Julio Cesar Cardoso Tavares, gerente do projeto F-X2, a importância da participação na BID Brasil está, também, em mostrar à sociedade brasileira como os recursos públicos estão sendo investidos. Para ele, os projetos em desenvolvimento na FAB são vias de mão dupla: de um lado, promovem o aparelhamento da Força, de outro, proporcionam ganho de conhecimento. “A transferência de tecnologia prevista no projeto do Gripen NG vai permitir que, no futuro, o Brasil desenvolva seu próprio caça supersônico”, afirma o Coronel Tavares.

O evento acontece entre os dias 27 e 29 deste mês no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília (DF).

 

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

 

 

Leave A Reply