FAB vai apresentar mais de 20 projetos de defesa na LAAD 2017

Fonte: FAB///

Os projetos estratégicos da Força Aérea Brasileira (FAB) como o maior avião desenvolvido no Brasil (KC-390), o futuro caça (Gripen NG) e o Programa Estratégico de Sistemas Espaciais (PESE) serão destaque na LAAD 2017. Mas não é só isso. Na 11ª edição da maior feira de segurança e defesa da América Latina, que ocorre entre os dias 4 e 7 de abril no Riocentro, no Rio de Janeiro, o público poderá conhecer também outros 22 projetos, serviços, produtos e tecnologias de organizações militares do Comando da Aeronáutica. “Participamos de todas as edições até hoje”, afirma o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato. “A LAAD é importantíssima para nós, pois divulga nossos produtos dentro do segmento de indústria de defesa brasileira e também para representantes de países estrangeiros”, complementa.

.: Leia também: BAE envia Obuseiro Autopropulsado M109A5 BR para LAAD

PROJETOS
Entre os projetos apresentados estão 16 desenvolvidos pelos institutos do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), localizado em São José dos Campos (SP). O Instituto de Estudos Avançados (IEAV), por exemplo, apresentará duas tecnologias inovadoras, como a propulsão hipersônica e o processamento de imagens em tempo real; um software que auxilia pilotos e atiradores de defesa antiaérea a planejar e avaliar o desempenho de missões aéreas e de armamentos; e sensores inerciais usados para fornecer dados de localização e guiamento em veículos espaciais.

Já o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) traz para a LAAD seu nanossatélite, cujo primeiro lançamento está agendado para abril. Financiado pela Agência Espacial Brasileira (AEB) com o objetivo formação de capacidades, especialmente de recursos humanos pelo próprio ITA e instituições parceiras. O equipamento, com peso aproximado de 7 kg, tem capacidade de fazer o mesmo que um satélite de 200kg.

13432258_1030630140354272_6003398314832927592_n (1)

INSTITUTO DE AERONÁUTICA E ESPAÇO (IAE) DESTACA SEIS PROJETOS
Movido a álcool, o motor para impulsionar veículos espaciais chamado de L-75 tem por objetivo final capacitar o Brasil a dominar todo o processo de desenvolvimento de propulsão líquida. Outro projeto é o veículo suborbital VSB-30, modelo com histórico de sucesso de lançamentos a partir de Esrange, na Suécia, agora também adquirido pela Austrália. O instituto também destaca o Satélite de Reentrada Atmosférica (SARA) e o veículo suborbital VS-40. Projetado para levar experimentos ao ambiente de microgravidade, o SARA conta com dois modelos: um suborbital com capacidade para ficar por até dez minutos no espaço e o modelo orbital para ficar no espaço por até dez dias. O visitante também pode conhecer o motor-jato TR-5000, desenvolvido para equipar um veículo aéreo não tripulado de até uma tonelada, além de bombas de penetração de 500 e 1.000 Kg (B-PEN), armamentos certificados que podem perfurar concreto com 1,5m de espessura.

ORGANIZAÇÕES MILITARES
Cinco organizações militares do Comando da Aeronáutica também apresentarão seus serviços: o Centro de Catalogação da Aeronáutica (CECAT), o Centro Logístico da Aeronáutica (CELOG), o Instituto de Logística da Aeronáutica (ILA), a Universidade da Força Aérea (UNIFA) e o Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI) que apresentará o processo de certificação de produtos aeroespaciais no âmbito do Ministério da Defesa. A Diretoria de Tecnologia da Informação da Aeronáutica (DTI) leva seus sistemas para esta edição da LAAD: Sistema Integrado de Logística de Material e de Serviços (SILOMS), Sistema de Informações Gerenciais de Pessoal (SIGPES), e Aplicativo de Gestão para Hospitais Universitários (AGHU). Os visitantes poderão conhecer ainda as soluções de tráfego aéreo implementadas pela Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA).

OUTRAS NOTÍCIAS SOBRE A LAAD 2017

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

 

Leave A Reply