Fundação Ezute faz 20 anos

Fonte: Fundação Ezute//

A Fundação Ezute, uma organização privada sem fins lucrativos que oferece soluções inovadoras, de tecnologia e gestão, para os desafios e problemas enfrentados por organizações públicas brasileiras, comemora 20 anos neste mês de março.  Criada em 1997 como Fundação Atech, a organização foi designada pelo governo federal para ser a instituição integradora do projeto SIVAM/SIPAM (Sistema de Vigilância da Amazônia/Sistema de Proteção da Amazônia). No mesmo ano, a Fundação foi escolhida para outro grande desafio, ser a parceira da Força Aérea Brasileira (FAB), para absorção de tecnologia em sistemas de controle de tráfego aéreo. Em pouco tempo, o Brasil conquistou o domínio de todo o ciclo do conhecimento dessa solução – abrangendo desde o desenvolvimento até a modernização de sistemas complexos para o controle e a defesa do espaço aéreo brasileiro.

.: Leia também: PROSUB> Amazul e Fundação Ezute desenvolvem sistema de combate do SN-BR

A Fundação Ezute atua também junto ao Exército e à Marinha em programas estratégicos como a  concepção de projetos para vigilância das fronteiras nacionais:  o atual  Sisfron (Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras) e o SisGAAz (Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul); na gestão complementar e engenharia de sistemas do MAN-SUP (Projeto de míssil antinavio) e no programa de absorção de tecnologia do sistema de combate de submarinos do PROSUB (Programa de Desenvolvimento de Submarinos).

Mas não é apenas no setor de Defesa que a Fundação Ezute tem trabalhado nessas duas décadas. A organização foi responsável pelo desenvolvimento do Bilhete Único, que integra todo o transporte público da cidade de São Paulo e do SIGA Saúde, o maior sistema de gestão da saúde pública do país, também para a capital paulista. No portfólio da organização há ainda projetos no desenvolvimento de simuladores para a Usina Hidrelétrica de Santo Antônio, sistemas de gestão para empresas de energia e uma plataforma tecnológica de simulação de cenários complexos.  Esse histórico de sucesso credenciou a Ezute como a organização parceria do Ministério do Esporte na gestão dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

“Somos uma organização de alta tecnologia, parceira do governo, que busca desenvolver e acelerar soluções que beneficiem toda a sociedade. Esses são apenas alguns exemplos das capacidades da Fundação Ezute e o quanto a organização pode contribuir para o desenvolvimento do país, a melhoria dos processos produtivos e, consequentemente, a melhoria da qualidade de vida da população”, destaca o presidente da Fundação Ezute, Eduardo Marson Ferreira.

Em virtude disso, a Fundação Ezute inicia uma nova etapa em busca do reconhecimento como entidade de interesse público, nos moldes do que é praticado no exterior. Esse modelo de atuação já se consagrou com exemplos como Mitre Corporation e Rand Corporation, ambas atuando nos Estados Unidos. Tanto as entidades americanas quanto a Fundação Ezute têm como característica prover soluções inovadoras para órgãos e entidade públicas, de maneira isenta e transitando entre governo, indústria e academia de forma a garantir objetividade no desenvolvimento de projetos.

“Nesses 20 anos, acumulamos conhecimento e capital humano diferenciados. Entrando em uma nova fase, a Fundação Ezute iniciou um processo interno de adequação de sua estrutura para atender aos requisitos da boa governança corporativa, o que nos dará novas perspectivas para atingir nossa missão principal de contribuir com o país e com a sociedade como um todo”, conclui Marson.

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

Leave A Reply