ITÁLIA sai na frente e tenta garantir contrato das novas corvetas da Marinha do Brasil

Fonte: Indústria de Defesa & Segurança//

A Marinha do Brasil (MB) nem chegou a lançar oficialmente a licitação para a nova classe de corvetas Tamandaré e a Itália já está empenhada em conquistar o contrato. O país aposta no estaleiro Fincantieri que, segundo o embaixador italiano, Antonio Bernardini, “é o único capaz de produzir (esse tipo de corveta) no Brasil”. Para defender seus interesses, a comitiva italiana chefiada pelo vice-ministro de Defesa, Gioacchino Alfano, teve uma audiência com o ministro Raul Jungmann. Além da parceria na indústria naval, os italianos também têm interesse em uma maior participação no setor espacial brasileiro.

.: Leia também: Entenda o projeto de Corvetas Tamandaré

“A Itália escolhe o Brasil como parceiro, não só como mercado”, disse Alfano em entrevista coletiva durante a LAAD Defense & Security. De acordo com o gerente da Fincantieri, Massimo Guidarini, a empresa está disposta a atender “qualquer requisito da Marinha do Brasil”. “Certamente vamos participar da licitação. Estamos abertos a qualquer requisito da Marinha. Se tiver que ter transferência de tecnologia, vamos propor um termo”, afirmou.

A classe de Corvetas Tamandaré é uma evolução da classe Barroso e terá um orçamento estimado em US$ 400 milhões. Segundo a Marinha, o processo de licitação deverá ser aberto ainda neste ano e o contrato assinado em 2018.

NOVAS EMBARCAÇÕES PARA A MARINHA DO BRASIL
O embaixador italiano negou a negociação de novas embarcações para a Marinha do Brasil. De acordo com ele, o foco agora é conquistar o contrato da Tamandaré. Mas confirmou que espera “novas possibilidades” a partir da negociação. A comitiva italiana com o Comandante da Aeronáutica, Gen. Vecciarelli, e o diretor de Armamento Naval, Almirante Bisceglia.

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

 

Leave A Reply