LANÇAMENTO: ‘Engesa EE-9 Cascavel – 40 anos de combates’

Fonte: UFJF//

O livro “Engesa EE-9 Cascavel – 40 anos de combates – 1977-2017”, número 7 da coleção Blindados no Brasil, já se encontra disponível para pré-venda no período de 10 a 25 de maio 2017. Trata-se de mais uma iniciativa do pesquisador Expedito Carlos Stephani Bastos, coordenador do UFJF/Defesa, e membro fundador do Centro de Pesquisas Estratégicas “Paulino Soares de Sousa” da UFJF (www.ecsbdefesa.com.br). O ENGESA EE-9 Cascavel, começou a ser desenvolvido em 1970, numa parceria que envolveu o Parque Regional de Motomecanização da 2ª Região Militar (PqRMM/2 )e a ENGESA (Engenheiros Especializados S/A), ambos sediados na cidade de São Paulo.

.: Leia também: CIA espionava Engesa

CascavelProduzido durante 18 anos (1975/1993), o blindado sobre rodas 6×6, concebido para operações de reconhecimento e segurança, teve como maior trunfo a simplicidade. Durante o projeto foi eliminado qualquer sofisticação desnecessária, utilizando-se ao máximo as peças produzidas pela então indústria automotiva brasileira. Esse cuidado o tornou um carro robusto, fácil de operar, com manutenção simples e barata. Sua mobilidade foi um outro ponto positivo graças à então suspensão “boomerang”, capaz de realizar manobras rápidas em qualquer tipo de terreno, mantendo as rodas traseiras sempre em contato com o solo. Também pode alcançar velocidades elevadas, cobrindo grandes distâncias em pouco tempo. É um excelente veículo na sua categoria, possuindo um poder de fogo, em razão de seu armamento na torre onde opera um canhão de 90mm e sistemas de direção de tiro, com uma eficácia acima da média. No início de sua produção seriada era equipado com canhão modelo 62 F1 e torre, ambos de origem francesa, sendo que a partir da versão M-2 S3 passou a usar canhão e torre de concepção brasileira, modelo EC-90 com canhão de 90 mm e metralhadora 7,62mm.

.: Leia também: Cascavel, da extinta Engesa, passa por modernização no Exército

Sua produção em todas as versões alcançou 1738 unidades, exportados a 12 países, sendo o blindado nacional de maior sucesso. Como curiosidade, seu custo unitário, em 1988 era da ordem de US$ 243.600,00 (versão motor Mercedes-Benz) e US$ 258.000,00 (versão motor Detroit diesel). Seu batismo em combate se deu em 1977 e continua em operação em diversos conflitos na África, Oriente Médio, e América do Sul, completando agora em 2017, 40 anos de combates reais, em diversos conflitos, alguns ainda em andamento, como Líbia e Iraque.

De acordo com o autor, o livro pretende mostrar toda esta história em grande parte desconhecida do público brasileiro, onde inclusive sofreu diversas modificações e tem sido empregado com sucesso em combates urbanos, o grande pesadelo de qualquer Exército na atualidade, e tem cumprido muito bem sua missão. Com 176 páginas, mais de 150 fotos e diversos desenhos, alguns em cinco vistas, todos a cores, o livro resgata toda esta trajetória do mais bem sucedido projeto de blindado nacional.

(Foto: Reprodução do livro)

(Foto: Reprodução do livro)

SÉRIE BLINDADOS DO BRASIL
“Engesa EE-9 Cascavel – 40 anos de combates – 1977-2017” é a décima publicação com o selo do UFJF/Defesa, ECSB/Defesa e CPS/UFJF. Em 2011, foi lançado o seu primeiro título, “Blindados no Haiti – MINUSTAH – uma experiência real”. Este é o décimo título lançado pelo autor. Os outros nove foram: “Blindados no Brasil – Um longo e Árduo Aprendizado”; “Renault FT-17 – O primeiro Carro de Combate no Exército Brasileiro”; “Blindados no Haiti – MINUSTAH – Uma experiência real”; “Blindados no Brasil – Um longo e árduo aprendizado” Vol.2; “Motorização no Exército Brasileiro 1906-1941”; “FIAT-ANSALDO CV 3 35 II no Exército Brasileiro”; “Bernardini MB-3 Tamoyo – O blindado Nacional”; “M-113 no Brasil – O Clássico Ocidental”; “M-41 Waker-Bulldog no Exército Brasileiro – Um grande aprendizado”; “FORD M-8 GREYHOUND NO EXÉRCITO BRASILEIRO – Surge o conceito de blindado 6×6”.

QUATRO DÉCADAS DE PESQUISAS
Bacharel em Direito e pesquisador de assuntos militares da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Expedito Carlos Stephani Bastos é um dos maiores especialistas brasileiros na área de temas militares, principalmente sobre a sua evolução tecnológica. Desde a década de 1980, ministra palestras em unidades operacionais, escolas e institutos militares, além de publicar inúmeros artigos (inclusive no exterior) sobre a evolução dos blindados no país e outros temas relevantes para o resgate da memória tecnológica militar nacional. A partir do seu vasto acervo pessoal, além das experiências e informações adquiridas no contato com integrantes de corporações militares, empresários, técnicos e engenheiros da indústria de material de defesa, Expedito Bastos lançou em 2003 o portal UFJF/Defesa – www.ecsbdefesa.com.br. Sob sua coordenação até hoje, o portal foi responsável pela divulgação de mais de 3.200 artigos, registra uma média mensal de 80 mil usuários e já foi acessada por visitantes de 144 países.

SERVIÇO
Livro: “Engesa EE-9 Cascavel – 40 anos de combates – 1977-2017”
Valor: R$ 69,00
Pré-venda: De 10 a 25 de maio. – Frete gratuito
Vendas: defesa@ecsbdefesa.com.br ou defesa@ufjf.edu.br
Para folhear partes do livro acesse: http://issuu.com/expeditobastos/docs/ee-9_cc40a

 

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

Leave A Reply