MARINHA: 12 empresas já analisam RFP da Corveta Tamandaré

A Marinha do Brasil (MB) divulgou que 12 empresas já analisam a RFP (Solicitação de Propostas) da nova classe de Corvetas Tamandaré. O lançamento do da RFP foi feito no dia 19 de dezembro. De acordo com a MB, BAE Systems Ltda, Chalkis Shipyards SA, Damen Schelde, Naval Shipbuiding BV, Fincantieri, Naval Group BR, Navantia, Posco Daewoo do Brasil, Rosoboronexport Joint Stock Company, SAAB, Thyssenkrupp Marine Systems GmbH, Wuhu Shipyard CO Ltd e Zentech do Brasil Serviços Técnicos já receberam o documento.

.: Leia também: VEJA a íntegra da entrevista de Raul Jungmann ao Defense News

Ainda de acordo com a MB, o período de distribuição da RFP para as demais empresas nacionais e internacionais, as quais demonstrem interesse pelo projeto, estará encerrado no dia 19 de janeiro de 2018. O processo de seleção analisará apenas uma proposta, por proponente, que pode ser uma proposta de propriedade intelectual da Marinha do Brasil ou da empresa selecionada.

.: Leia também: PROSUB: Marinha atualiza cronograma e primeiro submarino deve ser lançado no final de 2018

O documento contempla ainda a manutenção pós-venda, a utilização de empresas instaladas no Brasil, além de conter no mínimo 30% de conteúdo local, no primeiro navio, de transferência de tecnologia. “A RFP traz uma obrigatória participação de empresas brasileiras, preferencialmente, empresas estratégicas de defesa, com expertise em sistemas de comando e controle. Todo esse processo deverá garantir envolvimento pleno da Marinha, afim de assegurar total domínio e conhecimento gerado do desenvolvimento e da integração, sensores e armamentos”, explicou o Almirante Petrônio, diretor de Gestão de Programas da Marinha.

CORVETA TAMANDARÉ
O projeto foi anunciado em março deste ano e, desde então, a Marinha, a Fundação Getulio Vargas e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) desenvolveram o modelo de participação para a escolha da empresa ganhadora. Coube ao BNDES definir como seriam os parâmetros de conteúdo do projeto, que faz parte do Programa Estratégico Construção do Núcleo do Poder Naval. O custo dos navios é de US$ 1,6 bilhão e a entrega do primeiro está prevista para quatro anos após a assinatura do contrato.

NOTÍCIAS RELACIONADAS: 

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

Leave A Reply