NEGÓCIOS> Apesar de vazamento, DCNS conquista contrato de US$ 36 bi na Austrália

Fonte: ID&S com inf. de Defense News e Reuters//

O estaleiro francês DCNS assinou acordo para o desenvolvimento da nova frota de submarinos da Marinha Australiana. O valor do contrato é estimado em US$ 36 bilhões e cobre outros projetos para navios de guerra, anunciou a empresa nesta terça-feira, 20. “O próximo contrato entre a DCNS e o governo australiano deve ser assinado no próximo outono”, disse a empresa em comunicado. “Ele vai lidar com estudos completos e desenhos conceituais dos futuros submarinos.” Outros contratos são esperados.

.: Leia também: SCORPÈNE> Austrália revela responsável por vazamentos de documentos do Scorpène

A construção do primeiro das 12 embarcações – com propulsão diesel-elétrica – deve começar por volta de 2020, com o cronograma final dependendo da infraestrutura do edifício e da “preparação” da equipe australiana, disse a empresa. Uma primeira entrega é prevista para 2020. Uma instalação da DCNS em Adelaide, no sul da Austrália, entrará em operação no início do próximo ano e apoiará a transferência de tecnologia francesa, o desenvolvimento de fornecedores australianos e o projeto de um novo estaleiro de Adelaide, disse a empresa.

“Esta instalação e a nossa força de trabalho local em Adelaide, que começa com 50 pessoas em 2017, marca o início da nossa relação como parte da comunidade”, disse Hervé Guillou, presidente e chefe executivo da DCNS, numa cerimônia de “fundação” da instalação em Adelaide.

DCNS marcou para esta terça-feira uma cerimônia para instalação do estaleiro. No evento, os ministros de Defesa australiano e francês assinaram um acordo intergovernamental para a cooperação. “Este acordo constitui um marco significativo no aprofundamento de nossos laços bilaterais, particularmente na cooperação operacional entre nossas duas marinhas e no investimento em inovação e tecnologia”, disse o ministro francês da Defesa, Jean-Yves Le Drian, em um comunicado. O ministro observou que visitou em Sydney o novo navio multimissão francês, chamado D’Entrecasteaux, e que a sua presença no porto australiano reflete a cooperação operacional.

Este navio, com sede em Noumea, na Nova Caledónia, é o primeiro dos quatro novos navios da Marinha Francesa desdobrados para missões de patrulha e vigilância sobre os 1,36 milhões de km² de zona econômica exclusiva no Pacífico. “Este acordo estabelece o quadro para as relações entre os governos francês e australiano necessárias para o desenvolvimento da futura frota de submarinos da Marinha Australiana”, disse o Ministério da Defesa francês em comunicado. A DCNS assinou em 30 de setembro um contrato para o submarino Barracuda Shortfin 1A, que incluiu o projeto preliminar, trabalhando com a Lockheed Martin e construindo infraestrutura na Austrália. A empresa dos EUA fornecerá o integrador do sistema de combate.

submarino-clase-scorpene

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

Leave A Reply