NEGÓCIOS> Mostra BID Brasil aumenta otimismo de empresários

Fonte: Indústria de Defesa & Segurança//

Empresários da indústria de defesa, militares e autoridades estão reunidos nesta semana na IV Mostra BID Brasil, em Brasília. O evento, que deve receber mais de 3.500 pessoas até o final desta quinta-feira, 29, renovou o otimismo dos investidores do setor. Uma das razões foi a declaração do ministro da Defesa, Raul Jungmann, sobre medidas para ampliar o acesso das empresas nacionais ao mercado externo, além da abertura de linhas de financiamento em bancos públicos e de financiamento.

.: Leia também: DEFESA> MD promove aproximação da indústria de defesa com Forças de Segurança

Para o ministro, a Base Industrial de Defesa (BID) tem papel estratégico na economia brasileira. Somente em 2014, o setor movimentou mais de R$ 200 bilhões, representando 4% do Produto Interno Bruto (PIB), gerando 60 mil empregos diretos e 240 mil indiretos. O volume de exportações no mesmo período foi de R$ 3,8 bilhões.

De acordo com Jungmann, a indústria brasileira de defesa também exerce papel decisivo para a independência, a autonomia e a soberania do Brasil. “A base industrial de defesa são as nossas pernas, por assim dizer, e sem base industrial de defesa, sem tecnologia, sem pesquisa, não há defesa do Brasil. Essa é a importância dessa indústria, desse setor, dos serviços que ela comporta para o nosso País”, disse.

Para o secretário de Produtos de Defesa (Seprod), Flávio Basílio, a participação das Forças Armadas brasileiras, que utilizam e ajudam a desenvolver produtos da indústria de defesa nacional, exercem papel fundamental na promoção do setor para o exterior. “Nós não vamos conseguir exportar produtos brasileiros se as nossas próprias forças não utilizarem esses produtos. E essa feira também permite que possamos apresentar os nossos produtos e que mostrar a integração entre indústria e forças armadas”, declarou.

.: Leia também: INDÚSTRIA> Abimde quer que Ministério da Defesa atue na promoção comercial da indústria

Outra ação promovida pelo ministério foi estreitar o contato da indústria com os agentes de segurança dos estados. A feira reúne as principais empresas do setor: Saab, Avibras, Imbel, Condor, entre outras. Uma das principais é a Embraer Defesa & Segurança, que está na feira com suas empresas coligadas Atech, Savis-Bradar e Visiona. Líder na indústria aeroespacial e de defesa da América Latina, a Embraer Defesa & Segurança oferece uma linha completa de soluções integradas como C4I (Centro de Comando, Controle, Comunicação, Computação e Inteligência), tecnologias de ponta no desenvolvimento e produção de radares de sensoriamento/reconhecimento e sensores para inteligência de sinais eletromagnéticos, avançadas redes de comunicação, sistemas integrados de monitoramento e vigilância de fronteiras, bem como o A-29 Super Tucano, avião de ataque leve e treinamento avançado, e o KC-390, aeronave multimissão e de reabastecimento aéreo. Com crescente presença no mercado global, os produtos da Embraer Defesa & Segurança estão presentes em mais de 60 países.

 

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

 

Leave A Reply