ORÇAMENTO> Congresso aprova repasse de R$ 200 milhões para compra de 2 KC-390

Fonte: ID&S//

A Comissão Mista de Orçamento aprovou na noite da ultima quarta-feira, 14, a proposta orçamentária de 2017, que fixa os gastos federais em R$ 3,5 trilhões no próximo ano. O senador Eduardo Braga (PMDB-AM), relator geral do projeto, destinou mais R$ 200 milhões para o Ministério da Defesa comprar dois cargueiros KC-390, recém-desenvolvidos pela Embraer em parceria com a Força Aérea Brasileira (FAB). O texto aprovado também reforça em R$ 100 milhões a dotação da Força de Segurança Nacional, que passou de R$ 471 milhões para R$ 571 milhões no próximo ano. O texto será colocado em votação no Plenário do Congresso Nacional (sessão conjunta de deputados e senadores), que se reúne nesta quinta-feira (15).

.: Leia também: RETROSPECTIVA> KC-390: a consolidação do cargueiro da FAB

A Defesa deverá receber o repasse total de R$ 93 bilhões no próximo ano. A proposta encaminhada pelo governo para o orçamento da pasta prevê gastos com:

  1. Aquisição de Aeronaves de Caça e Sistemas Afins – Projeto FX-2;
  2. Construção de Submarinos Convencionais;
  3. Operação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro – SISCEAB;
  4. Implantação de Estaleiro e Base Naval para Construção e Manutenção de Submarinos Convencionais e Nucleares;
  5. Desenvolvimento de Cargueiro Tático Militar de 10 a 20 Toneladas (Projeto KCX);
  6.  Aquisição de Helicópteros de Médio Porte de Emprego Geral (Projeto H-X BR);
  7. Construção de Submarino de Propulsão Nuclear,
  8. Implantação do Projeto Guarani; e
  9. Implantação do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras – SISFRON.
 Leia aqui a proposta do governo para a Defesa. 

orcamento-2017

 

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

 

1 Comentário

  1. Antonio Carlos Jr Zamith on

    senador Braga (PMDB-AM), de 2017 destina verba para EMBRAER para o projeto KC-390 que Dilma 171 Roussef deu calote em 2015. Deve ser para construir os +2 protótipos do mesmo, assim haverá homologação do novo avião. Em 2017 EMBRAER vai poder tocar o projeto e parar a sangria nas finanças, salvar-se da falência e voltar a contratar. Ufa! No Gongo!

Leave A Reply