Quase dois terços dos aviões de caça da Marinha dos EUA não podem voar

Fonte: Defense News//

Parece que não é só o Brasil que enfrenta dificuldades para modernizar seus equipamentos. A Marinha dos Estados Unidos está vendo mais da metade da sua frota de F/A-18 Hornet e Super Hornet  parada para manutenção, segundo informações do site americano Defense News (clique aqui e leia a matéria completa). De acordo com a publicação, a maioria dos aviões está parada porque não há dinheiro suficiente para consertá-los.

.: Leia também: Almirante inglês aponta vulnerabilidade de destroyers britânico diante de submarinos russos

O site denuncia ainda que também não há dinheiro suficiente para consertar os navios da frota. As revisões estão sendo canceladas ou adiadas e a atualização dos submarinos tem demorado mais de quatro anos para ser finalizada, gerando ainda mais prejuízos para a Força Naval dos Estados Unidos. Segundo o site, o submarino Boise perdeu sua certificação de mergulho e não pode mais operar por atrasos no estaleiro. Líderes da Marinha alegam que, se mais dinheiro não ficar disponível, outros cinco submarinos estarão no mesmo estado até o final deste ano.

Ainda de acordo com a publicação, cerca de US$ 440 milhões são necessários para pagar os marinheiros americanos. E a Força Naval afirma que 15% de suas instalações de terra estão com problemas – aguardando reparo, substituição ou demolição. O quadro sombrio apresentado pelo site, no entanto, está em contraste com o plano amplamente divulgado do presidente Donald Trump de aumentar a Marinha de 308 navios para 350.

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

 

Leave A Reply