REPERCUSSÃO: O que a imprensa americana está falando do Super Tucano

Fonte: Indústria de Defesa & Segurança//

Um dos concorrentes para a aquisição do novo avião de ataque leve para a Força Aérea americana (USAF – sigla em inglês), o Super Tucano da Embraer ocupa nesta quarta-feira (17) destaque nas principais mídias especializadas dos EUA. Desde 2013, a USAF tem comprado o turboélice brasileiro para seus parceiros internacionais. Mas, se vencer a concorrência, está será a primeira vez que uma aeronave brasileira será operada pela potência militar. A aeronave, que já atua no Afeganistão, será vendida ao Líbano em breve e possui certificação da USAF. A concorrência, que é uma ótima notícia para a indústria brasileira, pode consolidar o posicionamento da área de Defesa e Segurança da Embraer no maior mercado militar do mundo.

.: Leia também: SUPER TUCANO vai participar da concorrência do USAF OA-X

O site “The Drive” lembra que o A-29 Super Tucano já venceu outra competição nos Estados Unidos contra um dos seus principais concorrentes do atual programa, o T-6A Texan II da Beenchraft. “Apesar do apelo para ‘by American’- baseado no lobby em nome da Beechcraft -, a oferta da SNC-Embraer venceu para produzir o A-29. Através do programa de vendas militares estrangeiras, o Pentágono entregou uma série de aeronaves de ataque leve ao Afeganistão e está trabalhando para enviar mais para o Líbano. A Força Aérea dos EUA cancelou seu projeto paralelo em 2012, nominalmente devido a cortes orçamentários”, escreveu a reportagem do site.

Imagem-1-Super-Tucano-Libano

Já o site “National Interest” lembra que a aeronave brasileira possui certificação militar americana, o que permitirá uma melhor adaptação para os militares americanos. “O A-29 já possui um certificado de tipo militar existente e, como tal, seria incrivelmente fácil para o serviço adotar. A aeronave também foi derivada de um treinador e, por isso, é ideal para ajudar a aumentar a proficiência do piloto”.

Outro site, o “Aviation Pross, ressalta a versatilidade da aeronave que já é operada em 12 países. “Fabricado na Flórida e em uso por uma dúzia de forças aéreas em todo o mundo, o A-29 é um avião de turboélice durável, versátil e poderoso capaz de realizar uma vasta gama de missões de caça. Pelo certificado da USAF, o A-29 está comprovado no Afeganistão e em teatros ao redor do globo”. Por outro lado, o “Defense News” lembra que, apesar das vantagens do Super Tucano, comprar uma aeronave brasileira pode ser barrada pela política “America First” do presidente Donald Trump.  

A avaliação das aeronaves começa em julho na Base da Força Aérea de Holloman, no Novo México. Para vencer, o nosso Super Tucano precisa se mostrar melhor que o jato bimotor Scorpion e o turbopropulsor Beechcraft AT-6.

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

Leave A Reply