RIO2016> Conheça a carreira da sargento de ouro Rafaela Silva dentro da Marinha

Fonte: Indústria de Defesa & Segurança//

A primeira medalhista de ouro do Brasil nas Olimpíadas 2016, a sargento Rafaela Silva integra o Programa Olímpico da Marinha (PROLIM) desde 2014. Atleta do time de judô do Brasil – composto exclusivamente por atletas das Forças Armadas -, Rafaela conquistou a premiação máxima da categoria na última segunda-feira, 8, ao vencer a judoca mongol Sumyia Dorjsuren.

.: Leia também: RIO2016> Sargento da Marinha ganha primeira medalha de ouro do Brasil

Há dois anos na Força Marítima, a terceiro-sargento vive dedicada integralmente aos treinos. Sua rotina de preparação se dá em dois turnos com treinos físicos, técnicos e táticos em locais programados pela Confederação Brasileira de Judô. O ingresso na Marinha se deu por meio de edital público no programa voltado para atletas de alto rendimento do Ministério da Defesa (MD). Na Marinha, Rafaela conta com o apoio da instituição para treinos e demais necessidades, como atendimentos médico, odontológico, de fisioterapia, entre outros. Além disso, Rafaela recebe um salário que corresponde ao de um terceiro-sargento de carreira da Força.

Como os demais atletas atendidos pelo programa das Forças Armadas, a judoca passou pelo Estágio de Habilitação de Praças, que dura 45 dias. Neste período, a atleta recebeu formação sobre temas militares, além de instruções técnicas específicas como tiro e sobrevivência. Os atletas do programa recebem apoio das Forças Armadas por até oito anos.

Rafaela_Silva_medalha_ouro_08082016-4-850x567

 

VEJA OUTRAS MATÉRIAS SOBRE OS MILITARES NOS JOGOS OLÍMPICOS:

 

 

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

 

 

1 Comentário

Leave A Reply