RIO2016> Descubra como participar do programa de atletas das Forças Armadas

Fonte: Indústria de Defesa & Segurança//

O desempenho dos atletas militares nas Olimpíadas do Rio de Janeiro estão chamando a atenção para o programa de apoio ao esporte nas Forças Armadas – até esta sexta-feira, 12, as três medalhas do Brasil foram conquistadas por militares. Criado em 2008, o Programa Atletas de Alto Rendimento (PAAR) das Forças Armadas conta hoje com 670 militares, sendo que 76 são militares de carreira e outros 594 temporários.

.: Leia também: RIO2016> Veja as modalidades que os 145 militares vão competir nas Olimpíadas

O desempenho dos atletas já tinha sido percebido em 2012 em Londres. O Brasil contou com uma delegação de 259 membros, entre comissão técnica e atletas, dos quais 51 eram atletas militares. O país voltou para casa com 17 medalhas, cinco delas de atletas militares – quatro no judô (1 de ouro e 3 de bronze) e uma de bronze no pentatlo moderno. Veja como funciona o programa do Ministério da Defesa.

COMO PARTICIPAR DO PROGRAMA?

A convocação para integrar o Programa Atletas de Alto Rendimento é feita mediante edital público, nas modalidades esportivas de interesse de cada Força. Posteriormente, a seleção é feita por prova de títulos (currículo esportivo/resultados/ranking nacional).

COMO FUNCIONA A ROTINA DO ATLETA?

FF_Olimpiadas-Rio-2016-Mayra-Aguiar-bronze-judo-feminino_00108112016-850x567Os atletas selecionados, inicialmente, frequentam um estágio básico por 45 dias. Em paralelo, podem continuar treinando e competindo conforme conveniência de suas modalidades e são chamados, periodicamente, a critério de cada Força, para uma reciclagem de instrução militar.  A profissão deles é ser atleta, assim como a Marinha, o Exército e a Aeronáutica têm médicos, advogados e dentistas. Quando convocados, devem participar das competições militares indicadas pelas Forças Armadas, como por exemplo, os Jogos Mundiais Militares.

QUAIS OS BENEFÍCIOS QUE O ATLETA RECEBE?

Os direitos salariais e todos os outros são exatamente os mesmos que os demais militares de graduação em serviço ativo têm. Por exemplo, a remuneração líquida do 3º sargento temporário é de aproximadamente R$ 3,2 mil mensais. Os atletas temporários que ingressam no Programa via edital permanecem ao longo dos oito anos com a mesma patente.

De acordo com o MD, entre os benefícios que os atletas recebem estão: 13º salário, locais para treinamento, recursos humanos qualificados nas comissões técnicas, participação nas competições do Conselho Internacional do Esporte Militar (CISM), além de apoio de saúde com atendimento médico, odontológico, fisioterápico, alimentação e alojamento.

Há outros benefícios, enquanto convocados, como inclusão para si e seus dependentes nos planos de saúde das Forças. Durante os treinamentos e competições, os atletas têm acesso a atendimento médico, odontológico, nutricional, fisioterápico e psicológico gratuitos, bem como alimentação e hospedagem por conta de cada Força.

????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

QUANDO SÃO ABERTOS OS EDITAIS?
Os editais são publicados conforme necessidade das Forças Armadas. Normalmente, são publicados duas vezes por ano, sem data estipulada. Os atletas incorporados ao Programa de Alto Rendimento, via edital, sempre ingressam com graduação de terceiro sargento. Entretanto, existem outros atletas no Programa que são de carreira e/ou alistados com patentes variadas, como soldado, cabo, major e coronel.

QUAIS SÃO AS MODALIDADES QUE O PROGRAMA ATENDE?

O Programa inclui 27 modalidades olímpicas. Atletismo, badminton, basquete, boxe, ciclismo, esgrima, futebol, golfe, handebol, hipismo, judô, hóquei sobre grama, levantamento de peso, lutas associadas, maratona, nado sincronizado, natação, pentatlo moderno, remo, saltos ornamentais, taekwondo, tiro, tiro com arco, triatlo, vela, vôlei e vôlei de praia. Além delas, o programa inclui modalidades não olímpicas e tipicamente militares como cross country, lifesaving, futebol de areia, orientação, paraquedismo, pentatlo aeronáutico, pentatlo militar e pentatlo naval – total de 35 modalidades esportivas.

QUANTO O MD INVESTE NOS ATLETAS?

Anualmente, o Ministério da Defesa (MD) investe aproximadamente R$ 15 milhões em salários para os atletas militares de alto rendimento. O MD também investe cerca de R$ 3 milhões por ano em eventos esportivos nacionais e internacionais, aquisição de equipamentos, uniformes, e outros itens destinados ao aperfeiçoamento dos atletas.

Rio2016 MAG All Around

 

VEJA OUTRAS MATÉRIAS SOBRE OS MILITARES NOS JOGOS OLÍMPICOS:

 EDITAIS ABERTOS EM 2017:

 

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

 

19 Comentários

  1. Gostaria de saber se um atleta amador poderia participar desse edital, visto que nao sou filiado a nenhum clube, mas treino e gostaria de participar do edital. Obrigado desde já…

    • Para ganhar a bolsa tem ser atleta com um bom Ranking Nacional. O fato de ser amador não conta para o programa. Ate porque a analise é em forma de curriculo.

      Voce tem de se destacar entre os varios atletas da sua modalidade.

  2. Gostaria de saber se a pessoa já tem que ser atleta ou pode começar, fazendo o esporte que vc mais se identifica e gosta, e qual a idade ideal para comecar

    • Sim claro precisa ser atleta com boa colocação no Ranking Nacional na sua modalidade. As forças armadas Brasileira é uma potencia esportiva militar. E para isso precisa de atletas bem colocados.

      So depende de vc para estar entre os melhores!

    • O ideal é procurar um centro onde tenha a modalidade que seu filho gostaria de ingressar.
      Ao começar ele deve participar de competiçoes locais, para ganhar experiencia, e dai entao nacionais e por ultimo mundias. Isso leva tempo e dedicação.

      Só depende dele.

  3. Iacy serafim gomes on

    sou pai de um atleta de ponta do Estado de S Paulo em natação sendo campeão nos 400 metros livre e 1500 metros livre ganhou vários campeonatos do nosso Estado de S Paulo e esta filiado na federação aquática paulista nadando pela AGEA da cidade de Garça S P gostaria de saber como participar dos editais do Ministério de Defesa pra que este atleta possa se inscrever.
    para melhor esclarecimento so verificar seu potencial através do seu blog http://www.tibanadador.blogspot.com

  4. Gostaria de saber se o karatê vai entrar nesse programa para Tokio 2020. Meu filho hj tem 15 anos, já foi campeão paulista e brasileiro e estará com 19 anos pra Tókio

Leave A Reply