Só 4% das fronteiras são monitoradas pelo Sisfron

Fonte: Com inf. de O Globo//

O Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron), do Exército Brasileiro, só cobre 660 quilômetros, o equivalente a 4% dos 16.866 quilômetros de fronteiras nacionais. As informações são da reportagem do jornal O Globo. Criado em 2012, o Sisfron já garantiu a promessa de repasse de R$ 470 milhões pelo Orçamento de 2017. “Não adianta botar homem na faixa de fronteira inteira. A tecnologia avança a cada dia. Tem que ter sensores, analisar o que os satélites pegam e selecionar isso para definir uma ação. Isso está sendo feito, mas depende um pouco do esforço do país na parte orçamentária”, disse o chefe do Estado-maior do Exército, general Fernando Azevedo e Silva.

.: Leia também: EXÉRCITO> Entenda o Sisfron do Exército Brasileiro

Um dos problemas enfrentados pelo EB para a implementação do programa é a diversidade da geografia brasileira, que obrigam os militares a fazer uma série de adaptações nos equipamentos a depender da região. É considerada fronteira a faixa de 150 quilômetros para dentro do território brasileiro. Nesse espaço, os militares possuem poder de polícia. Ou seja, podem revistar pessoas e veículos, fazer prisões em flagrante e patrulhar. Só o Comando Militar da Amazônia controla 880 mil quilômetros quadrados.

.: Leia também: EXÉRCITO> Sisfron terá R$ 450 milhões de recursos neste ano, diz Jungmann

Segundo o Ministério da Defesa, não é possível estimar a conclusão da implantação do Sisfron “em decorrência da incerteza orçamentária”. A pasta explicou que após a implementação completa do projeto piloto, o programa será reavaliado para que possa ser traçado um cronograma.

 

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

 

Leave A Reply