SUÉCIA: Com apoio de Jungmann, Embraer avança nas negociações do KC-390

Fonte: Indústria de Defesa & Segurança//

A Embraer quer convencer a Suécia a comprar os seus KC-390 para substituir o avião de transporte Lockheed Martin C-130H Hercules. As negociações já avançadas contam com o apoio do Ministro da Defesa, Raul Jungmann, que viajou para a Suécia para acompanhar a demonstração do cargueiro no País. Nesta terça-feira (13), Jungmann se reuniu com o ministro da Defesa sueco, Peter Hultqvist, “para discutir as oportunidades crescentes de cooperação bilateral em defesa, a exemplo do projeto Gripen NG”, segundo nota divulgada pelo MD.

.: Leia também: EMBRAER busca ativamente vendas do KC-390 aos seus parceiros

“O KC 390 é um projeto estratégico, prioritário para o Ministério da Defesa, e que foi concebido para atender às necessidades operacionais da FAB. Mas, também atenderá às necessidades de outras forças aéreas de países amigos”, disse Jungmann. Os dois ministros assistiram a uma demonstração estática da aeronave de multiuso KC-390 na Base Aérea de Uppsala, cidade a 80 quilômetros da capital.

.: Leia também: EMBRAER: KC-390 voa para Suécia e Paris Air Show

Durante a reunião bilateral, Jungmann e Hultkvist também abordaram as parcerias estratégicas e a cooperação entre as Forças Armadas brasileira e sueca. O ministro Jungmann destacou as pesquisas em biodiesel realizadas na Suécia, a troca de experiências em relação às missões de paz e o conhecimento brasileiro em treinamentos de guerra na selva. “Estamos avançando na parceria entre o Brasil e a Suécia. E o Gripen NG é uma colaboração importante, pois permitirá que o Brasil tenha autonomia para construir aviões de caça no futuro”, afirmou Jungmann.

.: Leia também: BRASIL E SUÉCIA avançam em agenda de cooperação aeronáutica

Em abril deste ano, a empresa sueca fabricante do novo caça, a SAAB, garantiu que todos as aeronaves do modelo receberão peças brasileiras a partir do acordo de transferência de tecnologia com o Brasil. O avanço na cooperação com a Suécia deverá garantir que não somente as bases industriais aeronáuticas serão beneficiadas, mas também outras áreas das economias dos dois países. A comitiva brasileira contou com a presença do Comandante da Aeronáutica, brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato e o secretário de Produtos de Defesa do Ministério da Defesa (MD), Flávio Basilio.

NEGOCIAÇÕES
Além da Suécia, a Embraer trabalha para fechar acordo de venda do KC-390 com Chile, Alemanha e Portugal, este último já autorizou abertura de negociação para compra de cinco aeronaves do modelo. “A Embraer trata com cerca de dez países e as conversas estão em diferentes estágios. Esperamos que possa evoluir”, afirmou uma fonte à agência de notícias Reuters.

O KC-390 será apresentado no Paris Air Show, que começa na próxima semana. Jungmann permanece na Europa até 20 de junho e já tem reunião agendada com autoridades da República Tcheca e França. 

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

Leave A Reply