SUÍÇA reinicia processo de substituição de caças

Fonte: Flightglobal//

A Suíça aprovou o financiamento para o estágio inicial de um esforço para substituir os caças Boeing F/A-18C/D da Força Aérea. Contido no programa de aquisição militar de Berna em 2017, o processo de seleção de um novo caça está em andamento, com a escolha a ser finalizada até 2020. O financiamento deve estar em vigor até 2022 e as entregas devem começar em 2025.

.: Leia também: PARIS AIR SHOW: Boeing T-X foca na concorrência da USAF

Um montante inicial de 10 milhões de francos suíços (US$ 10,3 milhões) foi alocado para estudos preparatórios, testes e outros custos pré-aquisição. Além disso, o Conselho Nacional também aprovou uma proposta para ampliar a vida de sua atual frota de 30 Hornets até 2030.Um relatório recente compilado por um grupo de especialistas em defesa do Ministério da Defesa do país recomendou uma série de opções, incluindo a aquisição de 30 a 70 novas aeronaves de combate ou a compra de um número inicial mais baixo de jatos novos, reforçado pelos F-18 com vida prolongada. Os custos potenciais variam de 5 a 18 bilhões de francos suíços, diz o relatório.

O relatório aponta que, sem qualquer intervenção, os Hornets atingirão o final de sua vida de 5.000 horas de voo por célula, o mais tardar em 2025. Embora a aquisição de F/A-18 de segunda mão seja popular com o público, diz, a condição dos exemplares mais utilizados no mercado é pior do que a própria frota da Suíça. Os custos de qualquer remodelação necessária superariam as horas úteis de voo que provavelmente seriam obtidas, acrescenta.

Além de seus F/A-18, Berna opera uma frota de 35 antigos Northrop F-5. Anteriormente, ela procurou substituí-los por 22 SAAB Gripen E, mas a compra foi cancelada em maio de 2014, após um referendo nacional sobre o acordo. Os F-5 Tiger devem se aposentar do serviço no início de 2020, de acordo com o relatório.

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

Leave A Reply