SUPER TUCANO do Afeganistão empregam bombas guiadas a laser pela primeira vez

Em 22 de março, a Força Aérea Afegã (AAF) encarregou o esquadrão de A-29 de destruir um complexo do Taleban em Farah. Os pilotos de ataque do Afeganistão estavam equipados com bombas guiadas e não guiadas e optaram por empregar a bomba guiada a laser GBU-58 para evitar danos colaterais.

.: Leia também: SUPER TUCANO está entre os 4 aviões de assalto mais ameaçadores do mundo, diz Sputnik

O lançamento resultou em um ataque direto ao longo da rota de uma grande operação de limpeza do Exército Nacional Afegão (ANA), marcando a primeira vez que a AAF lançou uma bomba guiada a laser em combate. A AAF usou a tecnologia guiada a laser devido à proximidade do alvo a civis. O sucesso vem apenas três meses após o treinamento da AAF para empregar uma bomba guiada a laser. O pessoal de armas da AAF e os chefes de equipes carregaram, armaram e lançaram a aeronave com o mínimo de assessoramento.

“As peças-chave que você está vendo é que a própria Força Aérea Afegã, uma das organizações mais letais que eles possuem, e uma que pretendemos triplicar de tamanho até 2023, está conduzindo significativamente mais operações aéreas em apoio direto às ANDSF (Afghan National Security Forces) no campo de batalha, com de mais 500 missões neste ano do que no ano anterior ”, disse o Brigadeiro da Força Aérea dos EUA, general Lance Bunch, diretor de operações futuras, Resolute Support, em uma coletiva de imprensa em dezembro de 2017.

Bunch também notou que as forças afegãs conduziram suas operações de combate até 2017 com o menor nível de apoio das forças da coalizão nos 16 anos de guerra, mas ainda assim tiveram alguns dos maiores sucessos que já obtidos. Esta bomba guiada a laser é apenas mais um capítulo na história de sucesso da AAF. “Os pilotos afegãos aprenderam seu ofício durante o combate e nossos consultores expandiram suas habilidades em uma abordagem deliberada passo a passo, aumentando a capacidade da Força Aérea Afegã e este recente ataque de bomba guiada a laser é um exemplo do sucesso da AAF e do TAAC (Train Advise Assist Command)”, disse o Brigadeiro-General Phillip A. Stewart, Assessor de Treinamento, comandante do Assist Command-Air. “Os pilotos afegãos fazem seu trabalho muito bem e podem fazê-lo em qualquer parte do país.” Os pilotos da AAF que conduziram a operação eram do destacamento de A-29 de Kandahar da Kabul Air Wing.

A capacidade de realizar ataques guiados a laser faz parte do plano da missão Resolute Support de desenvolver uma AAF profissional, capaz e sustentável, dando ao país uma vantagem letal sobre o inimigo. Enquanto a AAF tem a capacidade de empregar munições guiadas a laser em combate, elas nem sempre usam essa tecnologia.

FONTE: OTAN via Poder Aereo

Newsletter

 

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

Leave A Reply