TECNOLOGIA> Quase metade da receita da Embraer é de investimentos em inovação

Fonte: Valor//

A Embraer informou que quase metade da receita do ano passado veio de investimentos em inovação: produtos novos ou melhorados. “Para manter-se competitiva, a Embraer tem de ser inovadora o tempo todo”, afirma o vice-presidente-executivo de operações, Mauro Kern Jr. Para isso, a companhia aplica 5,6% do faturamento em pesquisas, o que representa cerca de R$ 1,13 bilhão por ano. “Temos uma equipe de engenheiros cujo papel é olhar 15 anos à frente”, explica Kern.

.: Leia também: NEGÓCIOS> Boeing e Embraer assinam acordo para vendas do KC-390

A empresa divulgou na semana passada que terminou o segundo trimestre com US$ 21,9 bilhões em pedidos a serem entregues, montante estável contra março e abaixo dos US$ 22,9 bilhões em junho de 2015. A fabricante entregou entre abril e junho um total de 52 aviões, igualmente divididos para os segmentos comercial e executivo. Um ano antes, a Embraer entregou 60 aeronaves a clientes, sendo 27 comerciais e 33 executivos.

DEFESA & SEGURANÇA

No primeiro trimestre, a receita da Embraer em Defesa e Segurança cresceu 20,3% ante igual período de 2015, para R$ 739,4 milhões. As outras áreas de negócios, aviação comercial e aviação executiva, cresceram mais: respectivamente, 42,7% e 214%. Entre os programas com o governo brasileiro, a Embraer tem o Programa do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicação (SGDC), cuja integração está sob responsabilidade da Visiona Tecnologia Espacial.

Outro importante projeto da empresa é o KC-390, aeronave multimissão de transporte militar e reabastecimento aéreo desenvolvida no Brasil. O Embraer KC-390 está atualmente em uma turnê por oito países e espera receber a certificação até o final de 2017. A expectativa é que as entregas, para a Força Aérea Brasileira (FAB), comecem durante o primeiro semestre de 2018.

 

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

 

Leave A Reply