USAF vai remover oficialmente drone MQ-1 Predator

A Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) já começou a transição do MQ-1 Predator pilotado remotamente para o MQ-9 Reaper. De acordo com o site americano Defense News, o Predator será oficialmente aposentado no verão de 2018. A USAF usou o Predador nos últimos 21 anos, mas o Reaper pode voar mais rápido e transportar mais munições, de acordo com o Departamento de Defesa americano.

.: Leia também: DRONES: Empresa brasileira expande suas operações nos Estados Unidos

No passado, os RPAs eram utilizados na maior parte para a coleta de informações e reconhecimento do terreno, mas as ameaças atuais exigem um suporte mais preciso para o ar. O Predador não foi originalmente projetado para transportar armas, o que resultou em uma carga útil de 200 libras. O Reaper, no entanto, possui uma carga útil de quase 4.000 libras.

Em junho, a última versão do Reaper teve sua primeira missão de combate bem sucedida. A variante do bloco 5 do veículo aéreo não tripulado voou por mais de 16 horas em apoio à Operação Inherente Resolve, de acordo com a Força Aérea.

O Reaper voou com uma carga útil completa de armas que vão desde munições de ataque direto conjuntas até mísseis Hellfire. O MQ-9 Reaper foi usado nos últimos 10 anos, mas esta última variante oferece sistemas elétricos e de comunicação melhorados. Ao retirar o Predador, a Força Aérea americana também economizará em treinamento e equipamentos porque tudo será específico para o Reaper.

Fonte: Defense News

VEJA TAMBÉM EM

53245_6

Leave A Reply